Cidades

Em Adamantina, empresários não têm acesso à linha de crédito no Banco do Povo prometida pelo Governo

Agência do Banco do Povo de Adamantina está fechada e site fora do ar.

Por: Da Redação | Com informações do Impacto Notícias atualizado: 19:22
Com serviços suspensos face ao coronavírus, empresários têm dificuldades de acessar o Banco do Povo em Adamantina (Reprodução/Impacto). Com serviços suspensos face ao coronavírus, empresários têm dificuldades de acessar o Banco do Povo em Adamantina (Reprodução/Impacto).

O IMPACTO denunciou, em uma matéria publicada nesta segunda-feira (30), a impossibilidade dos empresários adamantinenses em acessar fisicamente na unidade do Banco do Povo de Adamantina, ou pelo site oficial do órgão, as linhas de crédito especiais dirigidas ao setor econômico. No dia 13 de março o governador João Dória anunciou a concessão de R$ 225 milhões para auxiliar os microempreendedores paulistas, por meio do Banco do Povo e Desenvolve SP – o Banco do Empreendedor (saiba mais).

Na cidade, o atendimento presencial do Banco do Povo, no Ganha Tempo Municipal está suspenso desde 23 de março, por força dos decretos estadual e municipal que restringem o funcionamento desses locais na tentativa de restringir a circulação de pessoas e do novo coronavírus (Covid-19).

Segundo a publicação, os empresários adamantinenses que buscaram o auxílio financeiro disseram ao IMPACTO que devido a agência local estar fechada procuraram apoio por meio das plataformas digitais, não sendo possível fazer ao menos simulação do empréstimo no site do Banco do Povo pois se encontra fora do ar.

Verificação realizada dia 31/03/2020, às 12h05 (Siga Mais).

Os pleiteantes informaram também que tentaram entrar no site da instituição de crédito por meio de link disponível no site da Prefeitura de Adamantina, e também não conseguiram. A reportagem constatou que o canal está indisponível, o que também foi verificado pelo SIGA MAIS na manhã desta terça-feira (31). Procurada pelo IMPACTO, a agente do Banco do Povo em Adamantina informou que não está autorizada a conceder entrevistas. (Continua após a publicidade...)

Publicidade

Clínica Savi
Supermercado Godoy

Publicidade

Rede Sete Supermercado
Dra Maria Gabriela Tiveron
JVR Segurança
Daiane Mazarin Estética

Pacote anunciado por Dória

Segundo anunciou o governador Dória, em 13 de março, serão R$ 200 milhões em crédito com condições especiais de financiamento para oferecer mais liquidez a empresas paulistas. Nessa ação, a Desenvolve SP reduziu a taxa de juros da linha de capital de giro de 1,43% para 1,20% ao mês. O prazo do financiamento subiu de 36 para 42 meses, e a carência foi de três para nove meses.

O crédito para projetos de investimento também passou a contar com prazo maior de carência, que subiu de 24 para 36 meses. Nessa modalidade, o prazo de pagamento é de até 120 meses, e a taxa de juros começa em 0,25% ao mês, acrescida da Selic.

Os financiamentos de capital de giro estão disponíveis para empresas paulistas com faturamento anual entre R$ 81 mil e R$ 90 milhões. Já os projetos de investimento são destinados a empresas com faturamento de R$ 81 mil até R$ 300 milhões ao ano.

Outros R$ 25 milhões serão oferecidos em financiamentos do Banco do Povo, instituição financeira do Governo de São Paulo voltada exclusivamente a micro e pequenos empreendedores.

A linha de microcrédito do Banco do Povo, que já é competitiva, terá agora redução da taxa de juros de 1% para 0,35% ao mês. O prazo para pagamento passou de 24 para 36 meses, já incluindo o prazo de carência, que aumentou de 60 para 90 dias. Pedidos de concessão de crédito sem avalista passam de R$ 1 mil para R$ 3 mil.

Publicidade

Clinica Lu Applim
Cinema

Publicidade

Insta do Siga Mais