Cidades

Audiência pública inicia o debate sobre o futuro da cultura em Adamantina

Audiência pública é mantida aberta e será encerrada dia 24 de janeiro, com novas contribuições.

Por: Luan Nóbrega | Jornal Diário do Oeste atualizado: 8 de janeiro de 2019 | 15h51
Debate sobre a revisão do Plano Municipal de Cultura foi iniciada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Adamantina (Foto: Cedida/Natacha Dominato). Debate sobre a revisão do Plano Municipal de Cultura foi iniciada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Adamantina (Foto: Cedida/Natacha Dominato).

Na tarde da última sexta-feira (4), aconteceu no anfiteatro da biblioteca local, uma audiência pública para revisão do Plano Municipal de Cultura de Adamantina.

O encontro foi coordenado pela Secretária Municipal de Cultura, Cláudia Corradi, que fez breve explanação sobre os objetivos principais da audiência que contou com a participação de artistas e profissionais da área.

Em seguida o ex-secretário de Cultura no governo Kiko Micheloni e atual Vereador, Acácio Rocha, expôs pontos importantes que nortearam a discussão, pontuando as recentes mudanças adotadas pelos novos Governos Estadual e Federal, além de fazer breve histórico sobre o cenário cultural no município de Adamantina, considerando o Plano Municipal de Cultura, instituído em 2012, através de lei municipal.

Esse documento trazia previsões orçamentárias para os anos seguintes, a fim de fortalecer a área cultural do município, com a destinação de maiores recursos para o setor a cada ano.

No entanto, devido a diversos fatores, entre eles a falta de um secretário responsável exclusivamente pela pasta, as metas traçadas no Plano Municipal de Cultura não foram cumpridas e ao invés da área receber maiores investimentos, houve uma redução na quantidade de recursos, impossibilitando a implementação das ações estabelecidas no documento. (Continua...) 

Publicidade

Supermercado Godoy

Publicidade

Haddad
 

Em 2013, o orçamento municipal era de aproximadamente R$ 85 milhões. Desse total, R$ 776 mil eram destinados para a área da cultura, correspondente a 0,9%. Já em 2019, o orçamento municipal está fixado em R$ 110 milhões. Desse total, R$ 748 mil são para a área da cultura, o que corresponde a apenas 0,67%.

A revisão do Plano Municipal de Cultura busca atualizar as metas traçadas, conforme a realidade atual do município, e as políticas públicas da área.

Essa revisão deveria ter ocorrido em 2018, mas devido a falta de um secretário exclusivo para a pasta, o encontro não foi realizado. Até então, a Secretaria de Cultura era coordenada pela diretora Cláudia Corradi, que foi efetivada recentemente pelo prefeito Márcio Cardim como secretária para a pasta, possibilitando a retomada dos trabalhos com maior autonomia.

A partir dessa nomeação, a nova secretária convocou a audiência pública, onde ficou definido que o Plano Municipal de Cultura será repassado para os participantes do encontro para que os mesmos avaliem, estudem e opinem quanto as mudanças necessárias a serem implementadas.

Com isso, uma nova audiência será realizada no dia 24 de janeiro, quinta-feira, às 19h30, no anfiteatro da Biblioteca, onde outras lideranças serão convidadas a participar dos debates.  

Publicidade

Clinica Lu Applim

Publicidade

Youtube