Memória

Pastéis, lembranças e um pouco de história

Relembrando algumas histórias do Kero-kero Pastel.

Tiago Rafael Colunista
Tiago Rafael
Pastéis, lembranças e um pouco de história

“O melhor meio de guardas boas ações na memória é refrescá-la com novas.”

Marcus Cato

***

Aos amigos Carlos e Jaquelina dedico!

***

Em uma recente ida a um supermercado da terrinha, encontrei dois grandes amigos que há muitos não os via, o Carlos e a Jaqueline, ex-proprietários do Kero-kero Pastel. Não faltaram assuntos e claro, o velho pedido de sempre, retornar as atividades da pastelaria.

Pois bem, aos mais novos, cabe uma breve explicação. O Kero-kero Pastel foi durante muito tempo uma das lanchonetes mais frequentadas no centro da cidade. E se você tem mais de vinte anos, com certeza tem alguma história ou memória daquele local.

No meu caso, desde que comecei a trabalhar em 2001, diversas e frequentes eram as minhas idas a referida pastelaria. Na grande maioria das vezes, íamos em vários amigos que também trabalhavam no comércio local, sempre no período da tarde, após aquela grande leva de “cobranças” que já havíamos feito. Mas, é claro que à noite também davamos aquela passadinha por lá. E como sempre, tanto o Carlos como a Jaque, já sabiam até o meu pedido de cor.

Além dos adolescentes que por lá faziam a sua diversão, haviam diversos personagens que por lá apareciam, realmente era um “point” da cidade para todas as idades. E nesse contexto, não poderia me esquecer do saudoso ‘Dimer Monti” (alfaiate), que a todo instante aparecia por lá, afinal ele morava do outro lado da rua e nós sempre levavámos roupas das lojas para que ele pudesse fazer algum ajuste.

Além do Kero-kero Pastel, haviam outros lugares que hoje também já não fazem mais parte do comércio da terrinha e que com certeza marcaram algumas das principais histórias dos que aqui vivem. Talvez se fossemos ao menos citar alguns deles, cairíamos no esquecimento deste ou daquele, portanto deixo as lembranças e citações para vocês que aqui leem.

Enfim, aqui ficam as “boas lembranças” de uma época onde nós realmente nos divertíamos. E hoje, seja nesta ou naquela lanchonete nada substituirá aquele maravilhoso cheirinho do Kero-kero Pastel (E claro, do pastel de brigadeiro!). E como pedir não não custa nada! #voltakerokeropastel.

 Tiago Rafael dos Santos Alves é profesor e historiador. Acesse aqui seu perfil.

Publicidade

Cinema
Clinica Lu Applim

Publicidade

Insta do Siga Mais