Memória

Onde era a Câmara Municipal mesmo?

Um breve relato acerca da história da Câmara Municipal de Adamantina.

Tiago Rafael Colunista
Tiago Rafael
Prédio da Câmara Municipal em 1949, na Rua 6, hoje Rua Deputado Salles Filho, 269 (Reprodução/Livro Reviver Adamantina/João Carlos Rodrigues). Prédio da Câmara Municipal em 1949, na Rua 6, hoje Rua Deputado Salles Filho, 269 (Reprodução/Livro Reviver Adamantina/João Carlos Rodrigues).

Recentemente, tem se falado e ouvido acerca de um novo prédio para abrigar a Câmara Municipal de Adamantina. Fala-se em utilização de espaços já existentes e que poderão ser cedidos ou até mesmo, em último caso na construção de um prédio novo (Acho isso bem inviável, mas...). Pois bem, se tal mudança vier a se concretizar teremos a terceira mudança na história da Câmara Municipal de Adamantina. Assim, vamos a mais um pouquinho da história da terrinha...

Prédio da Câmara Municipal em 1949, na Rua 6, hoje Rua Deputado Salles Filho, 269 (Reprodução/Livro Reviver Adamantina/João Carlos Rodrigues).

A Câmara Municipal de Adamantina foi instalada em 1º de abril de 1949, pelo Juiz de Direito de Lucélia, o Sr. Nelson Pinheiro Franco. Ela funcionava na parte superior de um prédio alugado, na Rua 6, hoje Rua Deputado Salles Filho, 269 (atual Relojoaria Adamantina). Na parte inferior do referido prédio, funcionava o Escritório de Contabilidade dos Srs. Pedro e João Carrasco.

1ª legislatura (Reprodução/Livro Jubileu de Ouro/Cândido Jorge de Lima).

1ª legislatura da Câmara Municipal de Adamantina  (Reprodução/Livro Jubileu de Ouro/Cândido Jorge de Lima).

A mudança para o prédio onde esta se encontra atualmente, se deu somente na década de 1970. Devemos nos atentar que entre os prédios da Prefeitura e o Edifício Dom Bosco (Populares Alasca e Sibéria – veja aqui), havia uma esquina sem nenhuma construção.

Na sequência de três fotos, construção do prédio que passou a abrigar a Câmara Municipal, na década de 70 (Arquivo Histório Municipal).

Diante disso, foi iniciada a construção do referido prédio durante a 6ª Legislatura da Câmara Municipal (1969/1973)[1]. Sua inauguração se deu no dia 30 de janeiro de 1973. Desde então a Câmara Municipal tem as suas atividades neste prédio.

Além da construção do prédio, me chamou a atenção o elevado número de vereadores que compunham algumas legislaturasno passado. Ressalte-se que tal condição é fixada pela Lei Orgânica do Município, em acordo com o Art. 29 da CF (veja aqui). Nesse sentido, Adamantina já chegou a contar com 13, 17 e 9 vereadores, sendo este último o número de cadeiras que permanece até os dias atuais.

Enfim, seja aqui, ali ou acolá, com 17, 13 ou 9 vereadores, a Câmara Municipal tem que “funcionar”. E é evidente que nos dias atuais, o fator acessibilidade “merece e deve” ser levado em consideração. Quanto a nós, coube a lembrança e um pouquinho da história da terrinha.

 Tiago Rafael dos Santos Alves

Professor, Historiador e Gestor Ambiental

Membro Correspondente da ACL 



[1] Vereadores que compunham a 6ª Legislatura (1969/1973): Antonio Romanini Primo, Armindo Silva, Bruno Guiçardi, Fernando Chagas Fraga, Francisco Alves Pereira, Gildomar Pax Pedroso, José Carlos da Silva Camargo, Naur Bellusci, Sebastião de Almeida, Tosyo Niama, Yukito Kawano e Alberto Sampaio. Foram Presidentes da Câmara: Fernando Chagas Fraga, Sebastião de Almeida e Naur Bellusci. 

Publicidade

Clinica Lu Applim
Cinema

Publicidade

Insta do Siga Mais