Memória

O projeto de shopping de Adamantina – O Copacenter

Um breve relato sobre a história do Copacenter.

Tiago Rafael Colunista
Tiago Rafael
Copacenter foi inaigurado em meados dos anos 80 e se tornou um marco na cidade e região (Fotos: Siga Mais). Copacenter foi inaigurado em meados dos anos 80 e se tornou um marco na cidade e região (Fotos: Siga Mais).

“As companhias prestam muita atenção ao custo de fazer alguma coisa.

Deviam preocupar-se mais com os custos de não fazer nada.”

Philip Kotler

*  *  *

Dias atrás ao passar pelo centro da terrinha, na área próxima ao correio, me deparei com uma construção que já a algum tempo não tem a devida utilização que um dia já teve. Trata-se do prédio que um dia abrigou o conhecido Copacenter, uma espécie de “mini shopping center” que durante alguns anos abrigou algumas lojas e empreendimentos da cidade.

Em outro momento, aqui ou acolá, relatei como nos divertíamos, quando crianças, em algumas das salas deste local, em especial nas que abrigavam locadoras e espaços onde jogávamos video-game (releia aqui).

Pois bem, vamos aos fatos que marcaram a história do conhecido “Copacenter”. Ele iniciou suas atividades em 14 de novembro de 1987 e diversas foram as empresas que se instalaram no local. Dentre elas, destacavam-se lojas de calçados e roupas, papelaria, artesanato, salão de cabelereiro, lanchonete, etc, além de um amplo espaço para circulação em seu saguão.

Eram comuns as idas da população ao Copacenter (inclusive as minhas) a tal espaço, em especial aos sábados e nas datas comemorativas, quando o comércio funcionava em horários diversificados. Realmente era uma diversão para toda a família e principalmente para a garotada que “não saía de lá”.

Em conversas com alguns dos comerciantes que ali se instalaram, diversos foram os fatores que os levaram a empreender em tal espaço, dentre eles a possível polarização da população para um mesmo espaço, o que poderia vir a potencializar as vendas.

Pode-se dizer que a década de 1990 representou o auge de tal empreendimento, com todo o seu esplendor. No entanto, aos poucos este começa a minguar em meados dos anos 2000, aliado ao fato de que uma grande parcela dos comerciantes que ali desenvolviam as suas atividades, se mudam ou encerram seus empreendimentos.

Infelizmente, nos dias atuais, o prédio que um dia abrigou o “famoso” Copacenter, ainda permanece, e como já mencionado, sem a relevância comercial que um dia já teve. E aqui cabe um breve questionamento: Por que não tentar retomá-lo? Atrair novos comerciantes ou empreendimentos?

 Tiago Rafael dos Santos Alves é historiador. Acesse aqui seu perfil.

Publicidade

Cinema
Clinica Lu Applim

Publicidade

Youtube