Memória

Mudanças ao longo do tempo: O jardim público

Um breve relato sobre as mudanças espaço-temporais do Jardim Público de Adamantina.

Tiago Rafael | Professor, historiador e gestor ambiental Colunista
Tiago Rafael | Professor, historiador e gestor ambiental
Praça Élio Micheloni (nome atual), ao longo do tempo (Imagens: arquivo). Praça Élio Micheloni (nome atual), ao longo do tempo (Imagens: arquivo).

Nos últimos dias, percorrendo alguns espaços da terrinha, acabei dando uma breve passada pelo Jardim Público, também conhecido como Praça Élio Micheloni. Como se sabe, ele é tido como um dos cartões-postais do “centro da cidade” e atualmente possui algumas áreas em reforma.

Em alguns estudos e livros nota-se que nas cidades do interior de São Paulo, o “centro” normalmente é marcado por um “núcleo religioso”. Haja vista que, em algumas cidades vizinhas, é possível observar a Igreja Católica e ao seu redor o jardim público.

Em Adamantina essa configuração é um pouquinho diferente. E penso que neste texto, não nos cabe entrar no mérito dessa discussão. Quem sabe em outro! No entanto, voltando ao tema do Jardim Público, ou Praça Élio Micheloni, conforme mencionado está com algumas de suas áreas em reforma. E sobre isso é importante destacar como tal espaço se alterou ao longo da história da terrinha.

 Em fotos mais antigas da terrinha, é possível verificar isso. Em imagens da década de 1950 e 1960 inúmeros espaços que atualmente usufruímos em tal área inexistiam. Um exemplo disso é a própria biblioteca pública municipal, que fora construída em anos posteriores. Do mesmo modo, alguns espaços passaram a existir, como a fonte luminosa.

E assim já como já sabemos, ao longo dos anos, várias foram as alterações de tal espaço, com reformas, denominações e afins. A nós, cabe a observação e lembrança de outros momentos um dia já vivenciados por lá.

Tiago Rafael dos Santos Alves

Historiador – 0000486/SP

Membro correspondente da ACL e AMLJF

Publicidade

Tio Panda Adamantina

Publicidade

Insta do Siga Mais