Crônicas Provincianas

Na espera da espera quanto aos desafios da UniFAI

Tudo depende de uma questão sobre isto ou daquilo.

Sérgio Barbosa | Jornalista diplomado e professor universitário | barbosa.sebar@gmail.com Colunista
Sérgio Barbosa | Jornalista diplomado e professor universitário | barbosa.sebar@gmail.com
(Imagem de Mirko Grisendi por Pixabay). (Imagem de Mirko Grisendi por Pixabay).

Em seguida levaram alguns operários / Mas não me importei com isso / Eu também não era operário

“Primeiro levaram os negros / Mas não me importei com isso / Eu não era negro

Depois prenderam os miseráveis / Mas não me importei com isso / Porque eu não sou miserável

Depois agarraram uns desempregados / Mas como tenho meu emprego

Também não me importei

Agora estão me levando / Mas já é tarde / Como eu não me importei com ninguém

Ninguém se importa comigo.”

(Bertolt Brecht)

Espera-se, isso é, pode ser para o BEM ou para o MAL, ainda, pode ser BOM ou MAU, assim, tudo depende de uma QUESTÃO sobre isto ou daquilo quanto às atividades desenvolvidas em tempo de NOVA GESTÃO na UNIFAI...

Entretanto, deve-se REGISTRAR que TODO CUIDADO É POUCO com as denominadas AVES DE RAPINA que estão ETERNIZADAS nos CAMPIS da instituição para ATRAPALHAR ou tentar ABOCANHAR este ou aquele CARGO/FUNÇÃO com as COBIÇADAS hora/aulas por meio de ATIVIDADES um tanto quanto desencontradas e assim por diante...

Até o momento, pelo jeito, ou melhor, ANDAR DA CARRUAGEM, deve-se tentar dar aquele TEMPO que faz parte de INÍCIO DE GESTÃO, ou seja, os 100 DIAS para que depois o OLHAR possa estar mais de acordo com o ESPERADO, talvez, pelo outro lado patrocinado pelo INESPERADO e ponto quase final...

Os DESAFIOS existem para serem SUPERADOS em todas as áreas do MERCADO, ainda mais em tempo de PÓS-GLOBALIZAÇÃO ORGANIZACIONAL, portanto, as CONQUISTAS do passado ficaram no outro tempo do tempo na UNIFAI, bem como, se perderam nas mediações do DESCASO quanto a MEMÓRIA do VISIONÁRIO, todavia, ainda é TEMPO para uma REVISÃO HISTÓRICA quanto à criação da FAI, ainda, da FAFIA e FEO...

Porém, pode-se ESCREVER que existem muitos RUÍDOS no CORPO DOCENTE quanto as DECISÕES um tanto quanto DIFERENCIADA em nome da tal QUALIFICAÇÃO ACADÊMICA visando a FORMAÇÃO DISCENTE em todas as áreas da UNIFAI...

Tais DECISÕES são discutíveis, pelo menos para quem faz parte das CIÊNCIAS HUMANAS, porém, tal qual aquele DITO POPULAR que diz, a saber: DE BOAS INTENÇÕES, DIZEM, O INFERNO ESTÁ CHEIO...

Também, entre a TEORIA e a PRÁXIS, existem muitas DIVAGAÇÕES que estão atreladas em nome dos INTERESSES do PODER pelo PODER em busca do PODER, haja vista que nestes OCASOS, faz-se necessário exercer uma VIGILÂNCIA ampla, geral e irrestrita nas áreas afins ao PODER INSTITUCIONALIZADO...

Tais considerações trazem a MEMÓRIA um dos clássicos da REFLEXÃO CRÍTICA de autoria de LOUIS ALTHUSSER, portanto, IDEOLOGIA E APARELHOS IDEOLÓGICOS DO ESTADO proporciona muitos OLHARES sobre diversos TEMAS, entre os quais o SISTEMA´EDUCACIONAL...

Para um bom entendedor, afirmou o PENSADOR do outro tempo que MEIA PALAVRA BASTA, mesmo assim, uma outra publicação que deve ser considerada neste meio tempo sem o tempo do tempo, aqui, pode ser VIGIAR E PUNIR do FOUCALT...

Bem como, não tem como deixar de lado aquele outro CLÁSSICO da Literatura Mundial que marca presença até os dias de hoje, assim, 1984 de GEORGE ORWELL pode e faz a diferença em todos os CENÁRIOS em nível GLOCAL- do GLOBAL para o LOCAL...

Ah! Isso sem esquecer-se da REVOLUÇÃO DOS BICHOS, também, de ORWELL e tanto outras publicações que estão disponibilizadas para que o SENSO COMUM possa ser QUESTIONADO por meio da REFLEXÃO CRÍTICA na perspectiva da AUTONOMIA UNIVERSITÁRIA...

Mas, nem sempre o que VEM DE CIMA PRA BAIXO ou aquele SE CUMPRA pode trazer os RESULTADOS previstos pela ETERNA TEORIA que na maioria das vezes continua fazendo frente ao DIÁLOGO, neste caso, uma MARCA MAIS DO QUE REGISTRADA da Área das CIÊNCIAS HUMANAS em nome da PLURALIDADE DO PENSAMENTO ACADÊMICO na UNIFAI...

QUEM SOBREVIVER VAI SABER...

Publicidade

Tio Panda Adamantina

Publicidade

Insta do Siga Mais