Crônicas Provincianas

Entre o ABISMO de um CENÁRIO ESTELAR do outro TEMPO...

Em um jogo de palavras, uma nova reflexão sobre o cotidiano.

Sérgio Barbosa | Jornalista diplomado e professor universitário | sebar@uol.com.br Colunista
Sérgio Barbosa | Jornalista diplomado e professor universitário | sebar@uol.com.br
(Ilustração: Garik Barseghyan/Pixabay). (Ilustração: Garik Barseghyan/Pixabay).

“Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, em relação ao universo, ainda não tenho certeza absoluta.” (Albert Einstein)

* * *

À LEANDRA, dedico!

* * *

Muitas vezes o que EXISTE pode estar além do UNIVERSO, assim, as ESTRELAS são testemunhas do SOL que está do outro lado do INFINITO do TEMPO...

Tal PODER dos COSMOS pode determinar o nascimento de um PLANETA que pode trazer a VIDA do outro  TEMPO, assim, não se deve deixar de lado a FORÇA da COSMOLOGIA...

As FORÇAS que existem por trás do ABISMO daquele outro TEMPO, pode determinar a MORTE daquele PLANETA que apareceu por meio de uma ESTRELA CADENTE...

Do outro MUNDO que não existe, talvez possa aparecer outra ESTRELA pra determinar como sair deste CENÁRIO ESTELAR, entretanto, não se pode esperar outra EXPLOSÃO ESTELAR...

Todas as AMARRAS estão soltas para que a CRIAÇÃO possa determinar para que lado todas as FORÇAS deva sair em busca do UNIVERSO que se perdeu no outro TEMPO...

Nada pode deter as descobertas do FUTURO que deixou a existência para trás e com isso tudo se perdeu nas ESTRELAS, assim, o CRIADOR pode escolher entre os dois lados deste CENÁRIO VISUAL...

Que as FORÇAS que se perderam nos desencontros daquele ABISMO apareçam para uma aproximação com os PLANETAS deste MUNDO, talvez, do outro UNIVERSO que não existe mais...

Das PROFUNDEZAS do tal BURACO NEGRO pode sair novas alternativas para o MILAGRE UNIVERSAL, tendo em vista que o SAGRADO está além do PROFANO...

Porém, como sempre, todas as EXPLOSÕES ocorrem por causa disto ou daquilo, entretanto, nada se pode fazer para explicar o IMPOSSÍVEL, haja vista que só mesmo o INIFNITO pode determinar o FUTURO...

O POETA do outro tempo afirmou que NADA É PARA SEMPRE, assim, pode-se esperar muitos desencontros neste CENÁRIO que está além do TEMPO e tudo pode se perder para nunca mais voltar...

Todos/as estão CALADOS/AS diante deste TRONO que se apresenta como se fosse um PODER CELESTIAL, ainda, o que ficou do outro lado do ABISMO não pode mais com as FORÇAS que foram PROFANADAS pelos DEUSES sem as DEUSAS...

ASSIM, TALVEZ POSSA EXISTIR AQUILO QUE NUNCA APARECEU E TUDO SE PERDEU...