Crônicas Provincianas

De um jeito ou de outro, ler, ainda, é o melhor “remédio”...

Cada qual deve buscar o seu jeito de ser e estar nas viagens que os livros proporcionam sem sair do lugar.

Sérgio Barbosa | Jornalista diplomado e professor universitário | barbosa.sebar@gmail.com Colunista
Sérgio Barbosa | Jornalista diplomado e professor universitário | barbosa.sebar@gmail.com
(Imagem de Mystic Art Design por Pixabay). (Imagem de Mystic Art Design por Pixabay).

“O saber a gente aprende com os mestres e os livros. A sabedoria se aprende é com a vida e com os humildes.” (Cora Coralina)

Depois do que ocorreu no tempo do meu tempo no mês de outubro de 2.017, ainda, tendo que correr atrás da recuperação de um jeito ou de outro, resolvi retomar algumas leituras afins aos meus interesses neste tempo novo tempo que se chama hoje...

Sendo assim, depois de muitas idas e vindas ao meu acervo de livros que um dia contou com mais de 3.000 volumes, porém, muitos livros foram doados quando resolvi mudar de mala e cuia para Província...

Desta forma, ficaram publicações de interesse na Área de Humanas e uma ou outro de outras áreas para consulta sem mais e sem menos, todavia, como escrevi, depois de alguns meses em ritmo de recuperação, resolvi fazer muitas sessões de “desapego” ou “limpar os armários e gavetas” com coisas e outros que não fazem mais sentido e tudo mais em meio ao tudo de menos...

Entre muitas coisas descartadas e doadas em sua maioria, são livros e revistas das áreas do JORNALISMO, MARKETING e PUBLICADE & PROPAGANDA, ainda, algumas publicações da área de HISTÓRIA e assim por diante...

Tais doações foram feitas para alguns ex-alunos/as que hoje estão desenvolvendo atividades na área da pesquisa como apoio para os seus projetos acadêmicos e pedagógicos...

Neste meio tempo do tempo, recebi como doação uma “cota de livros e revistas” de um de um amigo desde a chegada em terras provincianas, ANDRÉ VEIGA, carinhosamente chamado de BISAVÔ pela minha pessoa e de “VÉIO” para dois outros amigos participantes destas cotas em meio aos desencontros deste tempo novo tempo...

Após pensar e deixar pensar sobre o que fazer com a minha cota de livros e revistas, resolvi escolher apenas os livros voltados para as áreas da literatura brasileira e mundial, priorizando os denominados “clássicos” disponibilizados pelo nosso amigo que acabou partindo para o outro tempo do tempo sem uma despedida formal...

Mesmo assim, foram muitos os livros escolhidos como cotista e de acordo com os meus objetivos como leitor, haja vista que a leitura sempre esteve no meu caminho, isso desde quando “eu era criança pequena” em OURINHOS...

Assim, dizem, caminha a busca pelo conhecimento neste cenário mais do que complicado para todos/as, entretanto, cada qual deve buscar o seu jeito de ser e estar nas viagens que os livros proporcionam sem sair do lugar...

Não se pode ficar apenas buscando tentar entender alguma coisa deste mesma coisa via GOOGLE ou por meio das mensagens desencontradas que circulam sem critérios pelas redes digitais...

QUEM LER VAI SABER...

Publicidade

Nova Foto e Ótica
Tio Panda Adamantina

Publicidade

Insta do Siga Mais